Categoria: Aposentadoria

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Aposentadoria do Trabalhador Rural INSS

Trabalhador Rural – Como aposentar no INSS

Podemos ver a grande luta dos trabalhadores rurais para ter sua aposentadoria do INSS liberada, pois é preciso iniciar um processo, para constatar todas as normas pedidas pela previdência social. Têm direito ao benefício os trabalhadores urbanos do sexo masculino a partir dos 65 anos e do sexo feminino a partir dos 60 anos de idade. Os trabalhadores rurais podem pedir aposentadoria por idade com cinco anos a menos: a partir dos 60 anos, homens, e a partir dos 55 anos, mulheres.

trabalhador-rural-aposentadoria

Para ocorrer o esperado pelo trabalhador rural, é preciso comprovar todas as necessidades da previdência Social, pois é indispensável à testemunha presente, o trabalhador rural deve comprovar o efetivo exercício de atividade rural, ainda que de forma descontínua, no período imediatamente anterior ao requerimento do benefício, por tempo igual ao número de meses de contribuição correspondente à carência do benefício pretendido, computado o período  a que se referem os incisos III a VIII do § 9o do art. 11 desta Lei.

Requisitos aposentadoria rural

Para se aposentar, além da idade, é necessário que o trabalhador rural comprove que trabalhou durante no mínimo 180 meses (15 anos). Para comprovação da atividade rural em regime de economia familiar é necessária uma prova documental. Você pode usar documentos como o CTPS, o contrato de arrendamento, parceria ou comodato rural, declaração do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, algo que comprove seu cadastramento no INCRA, além de notas fiscais de entrega de mercadoria agrícola já que são admitidos como prova de atividade rural.

Documentação aposentadoria rural

É necessário ter em mãos o CPF, carteira de trabalho além dos carnês de contribuição ao INSS, documentos que provem a condição de segurado especial como dito anteriormente.

Para dar inicio ao processo de aposentadoria, agende um horário no site do INSS.

  • Após entrar no site, selecione o serviço desejado, no seu caso procure por “Aposentadoria por idade rural (atendimento presencial – agendamento)”.
  • Após selecionar esta opção, a página irá se atualizar e te dará algumas informações importantes e que você deve seguir até o dia do atendimento presencial.
  • Após ler os dados, preencha o campo de texto com a imagem referente ao balão de caracteres, prossiga em “Ok”.
  • Agora é necessário informar alguns de seus dados pessoais, tais como o CPF, a data de nascimento, além do seu nome completo.
  • No cadastro de agendamento ainda é pedido uma forma de contato, você deve deixar o número de telefone móvel ou fixo ou também o seu endereço eletrônico (e-mail).
  • Agora, você precisará enviar a documentação pedida no final dos termos em que você leu.
  • Neste passo, você selecionará a unidade mais próxima do serviço de você.
  • Agora você terá de confirmar seu requerimento e após isso você terá em mãos o comprovante do requerimento, é importante imprimi-lo.

Feito isso, você estará com data, hora e local do agendamento para dar-se inicio a sua aposentadoria.

trabalhador-rural-previdencia-social

Os documentos elencados nesse rol de início de prova material são o RG, CPF, Certidão de Casamento, Certidão de Óbito, Carteira de Trabalho, Atestado Médico, Título Eleitoral, Certidão de Reservista, Certidão de Nascimento dos filhos, Lembrança da Comunhão, Histórico Escolar, Certidão de Conclusão de Curso Primário, Contrato de Arrendamento Rural, Certidão do INCRA, Escritura Pública, Ficha de Sócio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Notas de Produtor Rural, Guias de Recolhimento do ITR e CCIR, entre outros.

Se você se encaixa nas normas de aposentadoria Rural, passe a se informar em uma das agencia mais próxima de você da Previdência Social, e assim você poderá ter acompanhamento diário pelo site da previdência Social, de como resolver suas duvidas sobre sua aposentadoria.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Valores Atrasados Aposentadoria INSS

INSS Aposentadoria Valores Atrasados

Os aposentados brasileiros em algumas ocasiões sofrem bastante, apesar de anos se dedicando ao trabalho, a maioria deles tem que continuar trabalhando ou depender de ajuda de alguém para conseguir sobreviver neste país se depender da renda da aposentadoria. Sem contar o valor da aposentadoria baixa, muitos ainda tiveram valores atrasados da aposentadoria que não foram pagos, veja como saber os valores atrasados de aposentadoria do INSS.

valores-atrasados-aposentadoria-inss

Os valores atrasados de aposentadorias do INSS para beneficiários previdenciários vão desde cinco de abril de 1991 e 1° janeiro de 2004 e a previsão é que o pagamento dos valores atrasados seja feito em parcela única, mas dividido em grupos de beneficiários que são mais ou menos um total de 131.161 que serão divididos em quatro grupos.

O primeiro grupo é composto por 68.945 pessoas que tem que receber seis mil cada uma delas pagamento que deverá ser feito até 30 de abril de 2021. Mas, os beneficiários que devem receber entre R$ 6 mil até R$ 15 mil já tiveram acesso a este benefício desde 31 de maio de 2021.

Para os aposentados que tem dúvida em como será feito este valor e qual o valor aproximado estes serão beneficiados pela mudança do teto previdenciário que fez correção dos valores dos benefícios e a correção é de 39,35% sobre os mesmos. Mas, será que todos terão esta correção? Por exemplo, segurado que se aposentou em maio de 1995 que teve média dos últimos pagamentos de R$785,22, o teto na época era de R$582,86, o excedente foi de R$ 34,72%, sendo o primeiro reajuste de 11,97% r posteriormente, no percentual de 10,96% em 1998.

Confira também: Revisão de Aposentadoria do INSS

Posteriormente em 2021, o valor do reajuste foi de 8,51% e com os critérios e reajustes o valor do beneficio ficou em R$ 2.464,15, uma diferença de R$ 466,92.

Segundo a Advocacia Geral da União não será necessário entrar na justiça para ter acesso a este reajuste do INSS, pois o pagamento será feito de forma administrativamente, o que faz inclusive que se elimine o grande problema do INSS. Os beneficiários que entraram na justiça todos acabaram ganhando a causa, exemplo dos beneficiários com processo na TRT da segunda região (que abrange o Rio de Janeiro e Espírito Santo) dos 2.382 beneficiários que entraram na justiça vá receber conjuntamente R$ 24.635.683,37 referentes às ações judiciais que ganharam do INSS nos anos anteriores o que corresponde a R$ 10,3 mil para cada beneficiário em média. Por isso, se tem dúvidas sobre seu benefício, acha que sua aposentadoria está atrasada e está enquadrado no perfil anterior, procure um contador que possa te ajudar no cálculo.

O que vai ser alterado com a Revisão do Teto INSS?

A partir do momento em que o beneficiado solicita revisão teto INSS, ele passa a ter direito ao valor atualizado e maior do que aquele que ele estava recebendo. Dessa forma, percebemos que é muito importante entrar em contato com agência do INSS mais próxima para que você possa solicitar a revisão o quanto antes.

As revisões do teto do INSS não têm prazos para serem solicitadas e por isso que os postos responsáveis vão atendendo conforme os beneficiados forem entrando em contato para solicitar o procedimento. Os aposentados e pensionistas do INSS não podem deixar de verificar essa revisão, principalmente aqueles que tiveram seus benefícios concedidos entre os anos de 1988 e 2003 que são os que mais precisam revisar o benefício.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Desaposentação – O que é, Como Funciona, Solicitar

Desaposentação  O que é

O termo Desaposentação, não é muito conhecido, mas é uma possibilidade a qual muitos trabalhadores recorrem quando querem tentar receber uma aposentadoria maior.

O que é desaposentação?

É quando o aposentado renúncia – abre mão do benefício da aposentadoria a qual já tem direito – para tentar receber uma aposentadoria de valor maior, algo que lhe seja mais vantajoso.

desaposentacao-o-que-e

Como funciona a Desaposentação?

O trabalhador, depois de se aposentar pela primeira vez, abre mão do benefício, e não recebe a aposentadoria a que tem direito. Então ele volta a trabalhar para se aposentar de novo, pode por exemplo mudar do setor privado para o público, e ele depois se aposenta novamente com um benefício maior, que inclui as novas contribuições deste último período de trabalho.

Quem pode solicitar a desaposentação?

Só pode solicitar um novo benefício quem já se aposentou e continuou a trabalhar sem parar de contribuir com a Previdência Social.

Explicando a desaposentação ou desaposentadoria de forma mais clara…

Usando as novas regras de aposentadoria, vamos supor que um trabalhador do sexo masculino completa 50 anos de idade tendo trabalhado e contribuído por 30 anos. Ele pode se aposentar por tempo de contribuição, certo?

Idade = 50  Contribuição = 30  Total de pontos = 80

Ele ainda não atende a nova regra dos 85/95.

Ele pode se aposentar, mas como não completa a pontuação necessária, ele vai receber apenas uma aposentadoria parcial. Ou seja, vai receber menos do que a aposentadoria integral que teria direito ao se enquadrar na nova regra de contribuição. Vai receber segundo o fator previdenciário.

Depois que ele se aposentou, e percebeu que o que recebe não vai suprir as contas da casa, e percebe também que seu poder aquisitivo de modo geral está realmente bem menor, ele pode pensar em voltar a trabalhar, e assim, depois de um tempo, se aposentar novamente com um salário melhor.

desaposentacao-como-funciona-solicitar

Como solicitar a desaposentação?

Atualmente, só é possível solicitar a desaposentação ou desaposentadoria por meio de um advogado, que vai abrir uma ação de revisão de revisão de benefício previdenciário, junto ao INSS, pedindo a consideração das novas contribuições e o recálculo no valor do benefício.

Confira também: Cálculo Desaposentação

Como funciona a desaposentação com as novas Regras de aposentadoria?

Atualmente a regra para aposentar com o benefício completo é a 85/95, em que se soma o tempo de contribuição com a idade do trabalhador. As mulheres precisam de 85 pontos e os homens de 95. Se a soma da idade + tempo de serviço/contribuição atingir o número de pontos necessário, não é mais usado o fator previdenciário, e o benefício passa a ser integral.

Neste caso, o homem do exemplo acima, que se aposentou com 80 pontos há oito anos atrás e voltou a trabalhar, já teria hoje o equivalente a 96 pontos, e, portanto, pode receber o valor integral de aposentadoria pelas novas regras.

Isto não é automático, assim, é preciso solicitar uma ação de desaposentação, por meio de um advogado. Se você se aposentou há mais tempo, e hoje já se enquadra na regra de 85/95, procure um advogado e saiba mais detalhes sobre como solicitar a desaposentação no seu caso.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Data de Pagamento do INSS

INSS Datas de Pagamento – Tabela

O INSS realiza o pagamento de benefícios para idosos e outros casos sempre de acordo com o número final dos cartões dos beneficiários. A tabela com cada Data de Pagamento do INSS 2021 já está disponível para todos os interessados. Saiba mais sobre a Data de Pagamento do INSS.

Você recebe algum benefício do INSS? Está querendo saber quando poderá recebê-lo? A própria previdência anuncia com regularidade e antecedência o calendário com as datas de pagamento do INSS.

Pagamento-do-INSS-300x268

Tanto os idosos que tenham 65 anos de idade ou mais assim como pessoas que são portadoras de deficiência, e que são enquadradas na Loas (Lei Orgânica da Assistência Social) devem seguir o novo calendário de pagamento do INSS. No caso de haver feriado municipal ou estadual, a data do pagamento do benefício do INSS é transferida para o próximo dia útil seguinte.

Os depósitos dos benefícios em 2021 seguem a metodologia dos anos anteriores, é pago primeiro os benefícios de até piso previdenciário que corresponde ao salário mínimo e o pagamento ocorre nos últimos cinco dias úteis do mês. Já os pagamentos acima de um salário mínimo já são pagos nos cinco primeiros dias úteis do mês. Detalhe para no caso de a data do pagamento cair em feriado este depósito/pagamento será realizado no próximo dia útil.

Para saber a data de pagamento do INSS, é fundamental que os beneficiários observem o último número do seu benefício (excluindo o dígito) ou, no caso de concessões novas, o final do NIT (Número de Identificação do Trabalhador).

Confira agora a tabela completa com a data de pagamento do INSS 2021 para cada beneficiário registrado na Previdência Social:

tabela-pagamento-inss

A nova tabela de pagamento do INSS 2021 conta com a coluna de nome ‘FINAL’ – que é onde se encontra o último número de seu cartão de beneficiário e colunas com os nomes abreviados de todos os meses em que o benefício é sacado. As tabelas estão divididas em duas: a Tabela de para benefícios até 1 salário mínimo e Para benefícios acima de 1 salário mínimo.

Os pagamentos do INSS já seguem o novo salário mínimo que tem o valor vigente esse ano. A tabela com as datas de pagamentos para 2021 se encontra disponível, além da internet, nos diversos bancos que atuam junto ao INSS fazendo o pagamento dos benefícios e nas agências do INSS espalhadas por todo o país. Confira sua data de pagamentos do INSS corretamente e solicite seu dinheiro.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Direito Previdenciário – Aposentadoria

Direito Previdenciário

Você é trabalhador e tem dúvidas sobre como e quando deve se aposentar? Sabia que existem vários tipos de aposentadoria? Conheça estes tipos de aposentadoria e como funciona cada uma e como recorrer ao Direito Previdenciário.

direito-previdenciario

Segundo o Direito Previdenciário existem vários tipos de aposentadoria, uma delas é a aposentadoria por contribuição, em que o trabalhador pode se aposentar por tempo de contribuição, mesmo que ele não tenha atingido a idade de 60 anos se mulher e 65 anos se homem (que é outro tipo de aposentadoria). Quanto à aposentadoria por tempo de contribuição esta ainda pode ser proporcional e a aposentadoria integral. A aposentadoria por tempo de contribuição você deve alcançar a idade mínima e tempo de contribuição, no caso da aposentadoria proporcional, podem pedir esta aposentadoria os homens com idade mínima de 53 anos e 30 anos de contribuição; e as mulheres, com idade mínima de 48 anos e 25 anos de contribuição. Para ambos ainda é necessário uma compensação de 40% sobre o tempo faltante, a partir de 16 de dezembro de 1988 para completar o tempo de contribuição mínimo.

O valor da aposentadoria proporcional é de 70% do salário benefício mais 5% de cada ano completo depois do mínimo exigido com a aplicação do fator previdenciário. Para requerer este tipo de aposentadoria é necessário que a pessoa esteja inscrita no Regime Geral da Previdência Social (RGPS) até no máximo dia 16 de dezembro de 1998. Este tipo de aposentadoria este beneficia foi extinto pela Emenda Constitucional numero 20. Neste tipo de aposentadoria por tempo de contribuição tem o tipo integral, neste caso é para aqueles que tiveram 35 anos de contribuição (homens) e 30 anos (mulheres) e para os professores de ensino médio, fundamental ou educação infantil tem um desconto de cinco anos de contribuição. Esta aposentadoria tem a vantagem de ter 100% do salário benefício e quanto mais se contribuir, seja no tempo e no valor da contribuição, maior o benefício a ser recebido.

Outro tipo é a aposentadoria por invalidez que é concedida aos trabalhadores em situações um tanto tristes no caso de doenças ou acidente e estes trabalhadores forem avaliados como incapazes de manter suas atividades profissionais ou o serviço que lhe permite que possa ter o seu sustento. No caso de avaliado desta forma e sendo comprovado pela perícia médica terá direito a este tipo de aposentadoria. Mas, é necessário que no caso da doença ou enfermidade o indivíduo seja segurado da Previdência. Doença ou outro problema antes da filiação não será segurado pela Previdência Social.

Existem ainda outros tipos de aposentadoria: a aposentadoria especial e a aposentadoria por idade. Portanto você deve recorrer ao Direito Previdenciário para saber os seus direitos e qual o melhor tipo de aposentadoria no seu caso.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Aposentadoria Proporcional

Requisitos da Aposentadoria Proporcional do INSS – Cálculo

Como é sabido, dentro das diversas modalidades de aposentadoria do INSS como por tempo de contribuição, idade, especial e outras, é possível se aposentar com aposentadoria integral ou com aposentadoria proporcional. Entretanto, as regras para aposentadoria proporcional INSS são um pouco diferentes.

aposentadoria-proporcional-inss

A aposentadoria proporcional serve para aquelas pessoas que não querem, não podem ou por outras questões, não vão aguardar para completar o cálculo da Regra 85/95 Progressiva para a aposentadoria integral INSS.

A aposentadoria proporcional do INSS é um dos tópicos que estão tendo especial atenção na atualidade pelos trabalhistas. O que acontece segundo as informações relevadas é que estes ainda não conhecem as regras e como isto funciona realmente.

Existem dois tipos de aposentadoria: integral e proporcional. Nós iremos falar nesse artigo do tipo de aposentadoria proporcional, as regras e requisitos de como o trabalhista deve proceder para obte-la.

Para solicitar a aposentadoria proporcional do INSS, existem dois requisitos que o trabalhador vai ter que cumprir de forma obrigatória. O tempo de contribuição e a idade mínima. Mas isso varia dependendo do sexo, com diferenças entre homens e mulheres.

Homens devem contar com 30 anos de contribuição e devem ter um mínimo de 53 anos de idade. Também devem ter em conta um 40% adicional sobre o tempo que faltava em 16 de Dezembro de 1998 para completar 30 anos de contribuição.

A mulher por seu lado tem requerem de 25 anos de contribuição e um mínimo de 48 anos de idade. Também devem cumprir com o 40% adicional sobre o tempo que faltava em 16 de Dezembro de 1998 para completar os 25 anos de contribuição. Assim poderão ter direito a aposentadoria proporcional.

Outro dos requisitos solicitados para quem requer a aposentadoria integral ou proporcional, e o cumprimento do período de carência. Esse período corresponde ao numero mínimo de contribuições mensais indispensáveis para o segurado fazer jus ao beneficio. Para trabalhistas que fizeram a sua inscrição a partir do 25 de Julho de 1991, o requisito e ter um mínimo de 180 contribuições mensais. Para pessoas inscritas antes dessa data, existe a tabela progressiva.

Valor aposentadoria proporcional

O valor da aposentadoria proporcional não será “cheio”, ou seja, corresponderá de 70% a 90% do salário-de-benefício – que é o valor total após o cálculo de todos os fatores e requisitos pela Previdência Social.

Para saber todas as complexas regras de cálculo da Previdência Social para o cômputo do valor da aposentadoria proporcional INSS, acesse o site do Governo Federal e saiba tudo o que precisa sobre isso: http://www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/informacoes-gerais/valor-aposentadorias/

Caso não consiga, por algum motivo, comparecer ao INSS, você poderá dar uma procuração (documento jurídico em que você dará poderes para outra pessoa te representar) e pedir que outra pessoa faça o requerimento da aposentadoria proporcional por você.

aposentadoria-proporcional-300x122

Regras para Aposentadoria Proporcional INSS

As regras para a aposentadoria proporcional são:

  • Ter uma idade mínima de pelo menos 48 anos para mulheres e 53 anos para homens.
  • O tempo de contribuição deve ser de 25 anos para mulheres e de 30 anos para homens, pelo menos.
  • Há uma carência, ou seja, deve-se ter contribuído com o INSS ao menos 6 meses antes de pedir a aposentadoria proporcional.

Agendamento Aposentadoria Proporcional

Para solicitar aposentadoria proporcional pelo INSS você precisará de documentos como RG, CPF, Carteira de Trabalho e Previdência Social, comprovação de que o pagamento ao INSS foi realizado, além de outros que podem ser consultados no site da internet da Previdência Social: www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/informacoes-gerais/documentos-comprovacao-tempo-contribuicao/

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Previdência Social Telefone

Telefone Previdência Social

Você é trabalhador e tem algum benefício frente ao Instituto Nacional da seguridade Social (INSS)? Saiba que é bem burocrático ir atrás de seus direitos, assim como também buscar certas informações. Visando dar maior agilidade principalmente para quem busca informações junto à Previdência Social, existem outros canais de acesso a essas informações que não seja pessoalmente em alguma agência do INSS, confira qual é o telefone de atendimento da Previdência Social.

telefone-previdencia-social

Uma forma que é disponibiliza a Previdência social é que o cidadão através da central de atendimento 135 e também pela internet possa agendar seu atendimento eletrônico e possa no dia e hora marcada ter seu atendimento na agência física do INSS e, desta forma, não perder tempo.

O agendamento da previdência social é feito pelo site no link www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/, acessando esse link você pode ir à agenda eletrônica do segurado e agendar seu atendimento; depois consultar o calendário mensal de pagamento de benefício, retirar o extrato previdenciário, mediante a senha entre outros serviços e informações disponíveis no site da previdência.

Quanto ao atendimento do telefone da Previdência pela Central 135 que funciona das de segunda a sábado das 7h às 22h. A ligação é gratuita para todo o Brasil, mas quando realizada por telefone fixo ou público e tem custo de ligação local se feita via celular. Quem quer mais agilidade pode ainda fazer isso aos sábados, como recomendação do próprio INSS e também aos domingos, através do canal remoto que funciona aos domingos através de atendimento eletrônico.

Por estes meios é possível ter acesso a informações básicas e orientações e também sobre requisitos e documentos necessários para fazer solicitações de benefícios. O canal permite agendamento dos atendimentos e alguns serviços que só podem ser realizados por meio destes canais e que evita inclusive deslocamentos desnecessários. O que também é bem vantajoso para os agentes do INSS que tem menos pedidos e mais tempo pata analisar as concessões (já que os atendimentos pessoais desta forma caem bastante).

Confira também: Reclamações Previdência Social

O número de atendimentos da Previdência Social é altíssimo e a ouvidoria da Previdência Social é uma das maiores do país. No caos do segurado não fazer seu agendamento eletrônico e ir à agência física vai perder mais tempo e esperar mais e permanecer mais tempo na agência resolvendo suas pendencias.

Telefone da Previdência Social: 135

Se ainda restar dúvidas, consulte o site da Previdência social que tem ótimas dicas e informações de tudo que precisar quanto aos benefícios, serviços, entre outras informações.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Acréscimo 25% aposentadoria – Requerimento, Adicional Cuidador

Quem tem direito ao Acréscimo de 25% na aposentadoria do INSS?

Você sabia que aposentado por invalidez tem direito a acréscimo de 25% para aposentadoria? Pois é, isso é verdade, mas nem todos os beneficiários do INSS sabem disso.

acrescimo-25-aposentadoria-inss

Aposentadoria invalidez INSS adicional 25%

Muitas pessoas que se aposentaram por invalidez têm direito ao adicional de 25% a mais no seu salário de benefício. Isso porque muitas deles precisam de ajuda permanente de outras pessoas ou profissionais para conseguirem viver com uma qualidade de vida digna.

Lei adicional 25% aposentado

Esse adicional de 25% para aposentados por invalidez está previsto no art. 45 da lei n° 8213/91. É o chamado auxílio acompanhante.  É uma ajuda a mais para aposentados que precisam de cuidadores. A remuneração normal do INSS muitas vezes é insuficiente para que aposentados por invalidez consigam pagar por cuidados por exemplo.

Desse modo, o adicional de cuidadores INSS serve justamente para dar um auxílio a mais para essas pessoas, já que esse tipo de cuidados muitas vezes exige pagar um cuidador, enfermeiro ou ainda que pessoa da família tenha que parar de trabalhar.

quem-tem-direito-acrescimo-25-aposentadoria-inss

Como pedir 25% acréscimo na aposentadoria

Para solicitar o acréscimo de 25% na aposentadoria é imprescindível que a pessoa preencha um formulário específico e leve ao INSS documentos que comprovem essa necessidade. É preciso ter um laudo médico, no caso, perícia do INSS a fim de comprovar que a doença está em um estágio avançado ou que se encontra realmente incapacitante, a fim de que se possa realmente conseguir o benefício.

Depois disso, é só acompanhar o pedido de acréscimo de 25% na aposentadoria no Portal INSS ou no Dataprev para saber se o benefício foi deferido ou não.

Caso o adicional na aposentadoria não tenha sido deferido, o segurado do INSS pode recorrer a uma junta recursal INSS. Há o prazo de até 30 dias para recorrer contra decisões do INSS.

Se, mesmo assim, o INSS não mudar de ideia e você entender que o adicional de 25% é seu direito, poderá entrar com ação judicial visando ao aumento de 25% na aposentadoria por invalidez.

Doenças adicional 25% de aumento aposentadoria

Não há uma regra geral, no entanto, algumas doenças dão maior chance de conseguir adicional de 25% INSS, como câncer avançado, cegueira total, paralisia, doença que deixe a pessoa de cama ou que retire totalmente a capacidade de praticar atos do dia a dia sozinho, dentre outras.

acrescimo-de-25-aposentadoria-requerimento-adicional-cuidador

Adicional de 25% na aposentadoria passa para a pensão por morte?

Não, o adicional de 25% da aposentadoria não passa para a pensão por morte. O valor é pago apenas até o falecimento do beneficiário, mas não será computado para aferir o valor de eventual pensão por morte para familiares.

Isso porque esse valor tem uma destinação especial, que é justamente conseguir o custeio de cuidador ou enfermeiro para o segurado que precisar desse tipo de ajuda. É, assim, concedido em casos comprovados e bem específicos.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Novo Cálculo Aposentadoria Reforma da Previdência

Reforma da Previdência Novo Cálculo Aposentadoria

Um dos assuntos mais comentados do momento é o novo cálculo da aposentadoria na reforma da previdência. Os valores tendem a piorar com a reforma, o que prejudica o trabalhador. Fique por dentro de como essa mudança afetará o seu benefício previdenciário. Descubra como funcionará o novo cálculo aplicado pelo governo.

reforma-da-previdencia-novo-calculo

Se você está se perguntando como funcionará a aposentadoria nos próximos anos, é importante se informar sobre as propostas de reforma que tramitam no país. De acordo com o texto legal, a reforma da previdência tem novo cálculo de aposentadoria. Isso significa que agora você, trabalhador, terá que esperar bem mais para se aposentar.

Essa situação tem causado apreensão, medo e muita revolta por parte dos beneficiários do INSS. Entretanto, segundo alguns especialistas, essa é uma medida que deve ser tomada em algum momento, em vista de um suposto “rombo no INSS”.

Polêmicas à parte, vamos saber mais sobre o novo cálculo da aposentadoria.

O que é o novo cálculo da aposentadoria

O novo cálculo da aposentadoria na reforma da previdência é uma medida do governo para conter os gastos. Ao pagar menos aos trabalhadores, o governo terá condições de continuar oferecendo serviços públicos.

Mas é importante que você saiba que muitos especialistas questionam essa reforma. De acordo com economistas, não há necessidade de tirar do bolso dos trabalhadores. Por isso, fique de olho!

Desde já, salienta-se que a intenção do governo era criar um limite máximo para o benefício que cada pessoa pode receber com base no novo cálculo de aposentadoria. Isso equivaleria a 50% do importe realizado como contribuição por um beneficiário.

Além disso, seria acrescido 1% a cada 12 meses de pagamento ao INSS pelo segurado, se considerado o novo cálculo de aposentadoria do INSS.

Como funciona o novo cálculo da aposentadoria

Quem sonha em aposentar cedo vai se decepcionar com a reforma da previdência. Com a mudança, a aposentadoria integral só será devida ao trabalhador que somar 40 anos de contribuição. O novo cálculo da aposentadoria pela previdência vai prejudicar muitas pessoas. Conheça agora mesmo tudo que prevê a reforma e lute para que seus direitos não sejam cortados.

Se você decidir requerer a aposentadoria mais cedo, ou seja, antes de somar 40 anos, receberá um valor mais baixo. Nesse sentido, a reforma vai acabar obrigado os trabalhadores a protelar o pedido de aposentadoria. Você terá que trabalhar muito antes de poder receber o valor integral. Isso é o que prevê a mudança no cálculo da aposentadoria pela reforma da previdência.

novo-calculo-aposentadoria-reforma-da-previdencia

Considerando que ainda não há nada que seja realmente sólido quanto ao novo cálculo de aposentadoria da previdência, é bom ficar atento para saber como isso te afeta.

Muitas pessoas entenderam que o novo cálculo da aposentadoria funcionará “para a pior” caso seja aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Presidente da República. Mas é bom lembrar que a reforma da Previdência Social é totalmente necessária para o bom funcionamento do sistema.

Tem alguma dúvida sobre o novo cálculo da previdência social? Acesse o site do INSS e saiba tudo o que precisa saber a respeito nas novas alterações do cálculo da previdência social.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Como se aposentar com o teto máximo do INSS

O que é o teto Máximo do INSS e porque ele existe?

Esta resposta é bem simples: o teto máximo nada mais é do à quantia máxima que você irá receber ao se aposentar.

inss-teto-maximo-1

O Brasil é um país em constante crescimento, com isso temos muito aposentados e imagine o quanto custa para o Estado pagar essas pessoas conforme seus salários que eram recebidos. Infelizmente o que temos hoje é o resultado de uma má administração que vem se alastrando por muitos anos, o que obrigou o Governo a mudar as propostas de aposentadoria de todos.

Antes de continuarmos é importante dizer que existe o piso, que é o valor mínimo, e o teto, que é o valor máximo.

Atenção: Os recolhimentos que foram efetuados em Janeiro deste ano eram relativos aos salários de dezembro do ano passado, por isso seguiam a tabela anterior.

O teto máximo na Previdência Social

Atualmente o limite máximo é de R$5,5 mil, mas para receber este valor é um pouco complicado.

A forma mais simples é contribuir com 11% (onze) do teto para o INSS no mínimo em  80% de toda sua carteira de trabalho. Com esse reajuste esses 11% representa algo em torno de R$ 560 mensais. Lembrando que esses valores todo ano são atualizados e você deverá consultar o valor do ano vigente.

De forma simples, os trabalhadores que só passaram a receber altos salários após um momento determinado, seja por causa de uma graduação ou uma promoção, não vão poder receber o valor máximo de sua aposentadoria porque não conseguiram contribuir com esses 80%. Recentemente também temos a inclusão os trabalhadores domésticos, avulsos (ou dos autônomos) junto dos trabalhadores daqueles que possuem uma carteira assinada.

teto-maximo-inss

Vale apenas contribuir para a aposentadoria no INSS?

Quem diz que não vale a pena, está equivocado, vale a pena sim. Entretanto vai exigir de você uma disciplina financeira praticamente impossível dada às condições atuais no Brasil, uma vez que ninguém sabe ao certo se seu emprego estará lá no mês que vem.    

Afinal, vamos ser francos, o estado atual do Brasil não está nada fácil e convidativo, desemprego, falta de estrutura e educação estão no topo da lista de problemas seguidos de vários outros de igual dor de cabeça. Muitos especialistas hoje afirmam que é melhor buscar outras formas de completar a renda quando se aposentar como o tesouro direto ou a previdência privada.

Caso você opte por uma previdência privada, lembre-se de ficar atento a:

  • Planos de previdência privada que lhe são oferecidos;
  • Saber até que idade pretende trabalhar;
  • Ficar de olho em a onde seu dinheiro está sendo aplicado.

Outra dica para uma aposentadoria feliz é contribuir o máximo possível, mesmo se você não puder dar o valor máximo, mas que consiga ter uma quantia e mantê-la por bastante tempo.

Tabela Teto Máximo INSS

inss_tabela

Lembrando que essa tabela é atualizada ano a ano, portanto você deve confirmar as alíquotas.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Concurso PREVI 2021 Edital, Vagas, Inscrições

PREVI Concurso Público 2021

Se você está cansado da instabilidade do serviço privado, talvez o concurso público seja uma enorme solução para você. Ser servidor público tem muitas vantagens, desde a estabilidade, boa remuneração, garantias, diversos benefícios (como empréstimos mais baratos), possibilidade de se afastar do trabalho para estudar, por exemplo, enfim, são muitas as vantagens de passar em um concurso público.

concurso-publico-previ-edital-vagas-inscricoes

E se você está procurando um excelente concurso público, que tal ser empregado público da PREVI? Se você já ouviu falar, mas não sabe o que é ou, ainda, se nunca ouviu falar, vamos sanar as suas dúvidas nesse artigo.

O que é PREVI?

A PREVI – Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil pode ser considerada o maior fundo de pensão de toda a latino América que serve aos empregados públicos do Banco do Brasil e, claro, aos seus próprios funcionários.

E por que a PREVI é tão boa? A PREVI se preocupa com a sociedade e com o meio ambiente. É um dos principais vetores para mudanças sociais para melhor no País. Isso beneficia tanto os funcionários que dela dependem, como toda a população brasileira, em determinado grau.

A PREVI é bem antiga, tendo sido criada em 1904, ou seja, veio antes mesmo do nosso sistema de Previdência Pública brasileiro. Não é todo mundo que pode se beneficiar da PREVI. Ela é uma organização que só é acessível pelas pessoas que já mencionamos.

Os funcionários da PREVI e do Banco do Brasil realizam as contribuições e todo o dinheiro é investido da melhor forma possível, a fim de gerar muitos rendimentos, os quais serão partilhados entre os beneficiários.

Como você viu, são muitos os benefícios da PREVI. Já pensou em fazer parte da PREVI como funcionário? Isso é possível, caso você passe em concurso PREVI.

concurso-previ

Concurso Público PREVI 2021

Ainda não há informações sobre o concurso PREVI 2021, no entanto, podemos te adiantar que os concursos PREVI são bons e valem a pena. A PREVI geralmente oferece vagas de ensino médio e superior, desde para atendente como para advogado, contador, economista, dentre outras várias funções.

A PREVI paga auxílio deslocamento, auxílio creche, vale refeição, dentre outros benefícios aos seus funcionários, com uma remuneração que chama a atenção.

No concurso PREVI 2021 certamente isso não será diferente e a PREVI continuará mantendo os benefícios que são de praxe oferecer.

PREVI Edital 2021

Nos editais PREVI, você saberá exatamente o que estudar para que possa se preparar muito bem para o concurso PREVI. Se quiser passar na frente dos demais candidatos, estude o edital PREVI dos concursos anteriores para saber como funciona o concurso. A depender do cargo que você almeja, as matérias do concurso PREVI não mudam muito.

Dito isso, não perca tempo e comece a estudar hoje mesmo para o próximo Edital PREVI 2021! Quem sabe essa não é a oportunidade que você estava esperando para mudar de vida e ter muito mais tranquilidade financeira e profissional? Aposte em fazer as inscrições do concurso PREVI 2021 e não se arrependa.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Aposentadoria Compulsória

O que é Aposentadoria Compulsória – Requisitos

Você já ouviu falar em aposentadoria compulsória, mas não sabe o que é? Existem vários tipos de aposentadoria compulsória.

aposentadoria-compulsoria-inss

Aposentadoria Compulsória o que é – O trabalhador brasileiro, de acordo com as normas da Previdência Social deve trabalhar em regra 35 anos (se homem) e 30 anos (se mulher). Mas, por diversas razões, muitos ainda permanecem trabalhando após esse período. Porém, ao completarem 70 anos de idade são aposentados compulsoriamente, que como diz o nome, é arbitrário, independente de sua vontade.

Segundo Ivan Kertzman, a aposentadoria compulsória é a passagem obrigatória do servidor da atividade para a inatividade, por ter completado 70 anos, independente do sexo. Deve-se ressaltar que essa aposentadoria compulsória do INSS é automática, assim que servidor completa 70 anos.

A desvantagem da aposentadoria compulsória é que ela não apresenta nenhuma regra de transição (da atividade para a inatividade), diferente da aposentadoria voluntária (aquele que acontece quando se atingiu o tempo de serviço ou de contribuição a previdência social).

Outra desvantagem da aposentadoria compulsória ou por invalidez é que estas gerarão ao servidor proventos que leva em consideração a média de remunerações ao longo de tosos os anos de serviço. O resultado dessa média sempre será inferior ao último salário recebido (que é sempre o mais elevado). Por isso, desde janeiro de 2004, o servidor aposentado compulsoriamente ou por invalidez não receberá proventos iguais aos que eram pagos em atividade. Além disso, os proventos dessa aposentadoria perdem qualquer vinculação com os rendimentos dos ativo e inativo o que não será repassado a eles.

Por isso, essa aposentadoria pode ser evitada caso o servidor já tenha preenchido os requisitos para a aposentadoria voluntária que lhe garante proventos integrais. A dica então para quem está se aproximando dos 70 anos ou vai tirar licença prolongada para tratamento de saúde é pedir a administração uma via administrativa de análise da possibilidade de aposentadoria voluntária, por tempo de contribuição. Se preenchidos os requisitos da aposentadoria compulsória, a experiência demonstra ser a melhor opção de aposentadoria (já que essa preserva os proventos integrais e a paridade entre ativos e inativos.

Por isso, fica registrado a dica para quem está nessa situação e optar pela aposentadoria voluntária que é a mais vantajosa na maioria dos casos.

O que é aposentadoria compulsória?

Em regra, as pessoas trabalham durante a juventude e até determinado tempo da chamada “melhor idade” e se aposentam quando preenchem os requisitos da lei. No entanto, há casos em que as pessoas são aposentadas compulsoriamente, mesmo se quiserem continuar trabalhando e isso acontece tanto na CLT como no serviço público.

aposentadoria-compulsoria-300x200

Aposentadoria compulsória é como se fosse uma “aposentadoria” forçada, por conta da idade, ao menos pela CLT. Mas a aposentadoria compulsória acontece aos 70 ou 75 anos?

Em regra, a partir dos 70 anos ainda que a pessoa queira trabalhar com carteira assinada, entende-se que ela deve se aposentar, por questões de idade mais avançada. E a aposentadoria compulsória acontece com 70 anos, seja homem ou mulher.

É diferente, por exemplo, aposentar-se voluntariamente, quando se alcançam os requisitos mínimos previstos pela lei, do que se aposentar contra a vontade. Claro, nada obsta que a pessoa venha a ser o seu próprio chefe, abrindo um negócio próprio e continuando a fazer alguma atividade.

Há pessoas que chamam aposentadoria de invalidez como aposentadoria compulsória também.

Mas há outro caso de aposentadoria compulsória, no caso de juízes e membros do Ministério Público.

Aposentadoria compulsória servidor público

A aposentadoria compulsória do servidor público acontece também quando ele atinge determinada idade, que é 70 anos. No entanto, caso o servidor público responda a processo administrativo disciplinar, ou seja, tenha cometido algum ato que possa ter caracterizado uma infração aos preceitos públicos, se julgado e entendido assim, ele pode ser aposentado bem antes do tempo.

aposentadoria-compulsoria-servidor-publico

E, nesse caso, qual é o prejuízo para aposentadoria compulsória de servidor público. Ora, o servidor jamais conseguirá aumentar a sua remuneração. Ele sempre ganhará quase a mesma coisa. A diferença é que ficará em casa.

De acordo com as novas regras, agora a idade será de 75 anos para servidores públicos.

Contudo, a aposentadoria compulsória de servidor público é criticada por muitos, pois algumas pessoas entendem que ao invés de punir o servidor que infringiu uma norma ou lei, de forma tão grave ao ponto de ser aposentado compulsoriamente, recebe um prêmio, pois ficará em casa e acabará recebendo parte do salário sem trabalhar.

Também é possível que ao chegar aos 70 anos o servidor público receba aposentadoria compulsória como aquele segurado do INSS a que nos referimos acima.

Mas você deve estar se perguntando sobre aquele idoso que você conhece, com mais de 70 anos, e que ainda trabalha no serviço público. Como isso acontece? Ora, existem outros cargos, sem vínculos, como o cargo em comissão, que não exige concurso público.

Assim, é possível que o servidor público aposentado compulsoriamente, mas que continue atuando como comissionado.

Como se vê, a aposentadoria compulsória pode ser observada em diversos aspectos. Há, assim:

  • Aposentadoria compulsória INSS
  • Aposentadoria compulsória servidor público.
Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Melhor idade para se aposentar

Qual a melhor idade para se aposentar no INSS

Após uma vida inteira de lutas e superações, nada melhor para um idoso do que se aposentar e ter a tranquilidade de saber que todo mês você terá em sua conta um valor garantido para seu sustento. Mas, saiba que para tanto, é preciso saber qual é a melhor idade para se aposentar. Saiba agora mesmo quais os requisitos necessários e qual é a melhor idade para se aposentar.

melhor-idade-para-se-aposentar

Para um homem conseguir se aposentar, ele deverá ter 65 anos de idade e 35 anos de contribuição ao INSS, ou seja, ele deverá ter sido empregado durante 35 anos, já para uma mulher conseguir tirar a sua aposentadoria, ela deverá ter 60 anos de idade completos e 35 anos de contribuição para o INSS. Apenas para trabalhadores rurais, as regras para conseguir se aposentar diferem das normas gerais, ou seja, para o trabalhador rural, a idade mínima é de 60 anos de idade e para a trabalhadora rural, a idade é de 55 anos, isso por ser um trabalho mais pesado que pessoas idosas têm muita dificuldade em executar devido às limitações que os anos trazem.

Essa idade mínima exigida, é para que o aposentado consiga obter sua aposentadoria com o seu fator acima de 1 que dará à ele o direito de obter o benefício integral ou ganhar algum tipo de bônus em relação à média salarial de todas as suas contribuições. Caso o seu fator fique abaixo de 1, o seu benefício provavelmente será reduzido.

Para os trabalhadores de iniciativa privada, embora a possibilidade de conseguir uma aposentadoria melhor com o máximo vigente, seja muito tentadora, para obtê-la você terá ficar alguns anos a mais na ativa para conseguir um fator acima de 1 e ganhar a tão sonhada aposentadoria máxima do INSS. Nesse caso, a melhor idade para se aposentar, é quando você atinge mais de 40 anos de contribuição ao INSS e acima de 60 anos de idade.

Existem quatro tipos de aposentadorias, que tal conhecermos um pouco sobre cada?

A mais conhecida por nós é a aposentadoria por idade, sendo 65 anos para o homem e 60 para a mulher em âmbito urbano, e 60 anos para o homem e 55 para a mulher em âmbito rural, além disso, é necessário comprovar no mínimo 180 meses (15 anos) de trabalho.

Outra bem conhecida também é a aposentadoria por contribuição, sendo essa sem idade mínima para aposentadoria, porém, é necessário ter contribuído por pelo menos 30 anos para as mulheres e 35 para os homens.

Já a aposentadoria por invalidez, refere-se ao trabalhador que é incapaz de exercer quaisquer que sejam as atividades em prol do trabalho permanentemente. Esta pessoa pode ser reavaliada a cada dois anos pela perícia médica do INSS para verificação. Não se pode aposentar por invalidez quem começar a contribuir para a Previdência quando já portador de alguma doença ou lesão que o incapacite. Se este aposentado conseguir recuperar sua capacidade física ou mental, a aposentadoria deixa de ser paga.

E por fim, a aposentadoria especial. Esta é destinada a pessoas expostas a condições prejudiciais tanto a saúde quanto à integridade física.  Há a necessidade de laudo médico atestando que você esteve exposto a riscos durante o tempo trabalhado. Vale ressaltar que o tempo de contribuição dependerá do quão exposto ao perigo era o trabalhador durante a sua atividade.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Novo Limite de Idade para Aposentadoria

Idade para Aposentadoria Novo Limite

Entenda a reforma da previdência e especificamente sobre o novo limite de idade para se aposentar. Entre as principais ideias de alterações da aposentadoria está o novo limite de idade para aposentadoria, mudança essa que está vindo das propostas do governo federal.

novo-limite-de-idade-aposentadoria

As mudanças nos direitos trabalhistas e a flexibilização da CLT estão ligadas com o novo limite de idade para que as pessoas possam se aposentar. Descubra a nova idade para aposentadoria abaixo e tenha dicas de como proceder e do que esperar a respeito das novas regras para aposentadoria do governo federal. Ainda existem muitas pessoas que estão desesperadas porque acham que vão perder seus direitos com a reforma da previdência.

Considerando a instabilidade do governo, é bom realmente ficar esperto com tudo o que sair na mídia a respeito da nova lei da aposentadoria por idade.

Infelizmente o Direito Previdenciário muda de forma assustadoramente rápida em nosso País. Em um dia as pessoas têm direitos vários e no outro isso é alterado ou modificado.

Enfim, por isso saiba tudo sobre o novo limite de idade para a aposentadoria.

Aposentadoria por idade novas regras

Sob a justificativa de um rombo existir na previdência, o governo federal está para reformar totalmente a Previdência, e isso inclui o limite de idade para aposentadoria. A atual previdência permite duas modalidades de aposentadoria:

  • a aposentadoria por tempo de contribuição
  • e a aposentadoria de idade.

A idade mínima da aposentadoria por tempo é:

  • 35 anos de contribuição para homens e
  • 30 anos de contribuição para mulheres,

Só se preencherem esses requisitos, essas pessoas poderão pedir suas aposentadorias por tempo. Alguns profissionais têm menos tempo de contribuição pois trabalham em funções de risco.

Na aposentadoria de idade, a previdência requisita idade superior a 60 anos para mulheres e 65 anos para homens, se ambos fizerem 15 anos de contribuição, podem pedir o auxílio.

A reforma que contém o novo limite de idade para aposentadoria conta que a expectativa de vida da população brasileira está crescendo e a lei está se adaptando a esta.

O foco da reforma da previdência social é a mudança nas aposentadorias por idade, postulando um novo limite de idade para aposentadoria. A mudança do limite de idade para aposentadoria será feito pelo governo Temer e está em pauta no Senado.

Com a reforma, o novo limite de idade mínima de contribuição para conseguir a aposentadoria por idade poderá ser até 25 anos. Até a decisão ser concretizada, o governo pensa em como fazer essa transição para as novas regras, pensando em exigir seis meses de contribuição a mais ao longo de dez anos.

Objetivo reforma aposentadoria

As ideias da reforma, além de trazer um novo limite de idade da previdência, prometem reduzir gastos e estender o direito à aposentadoria para gerações futuras.

O novo limite de idade para aposentadoria é de 65 anos, tanto para homens ou para mulheres. E se for aprovado, não será para todos ainda. A idade será flexibilizada para os contribuintes atuais não serem prejudicados, ou seja, o limite será gradualmente aplicado também na aposentadoria por idade. Não satisfeito, o governo de Temer ainda pretende aumentar o limite da idade para mais 5 anos, totalizando um limite de 70 anos para a aposentadoria. A mudança do limite está dentro do pacote das reformas do atual governo, que vêm mudando o sistema de relações entre empregado e empregador e busca cada vez mais flexibilizar as relações trabalhistas.

Além do novo limite para aposentadoria INSS, as reformas preveem outras mudanças, nos benefícios previdenciários por exemplo. Os benefícios pagos aos idosos e aos deficientes não seriam mais atrelados às políticas de reajuste do salário mínimo e seria alterado apenas pela inflação.

Regra Aposentadoria 85/95 – 90/100

regra-aposentadoria-85-95-90-100-inss

O novo limite para aposentadoria na Previdência Social vem com a justificativa de melhorar o rombo que o Brasil tem em sua previdência, aumentar o limite de idade para aposentar-se é ampliar e permitir que os direitos das gerações futuras sejam desfrutados como devem.

Tem dúvidas sobre os novos limites da reforma da aposentadoria proposta pelo governo federal? Então acesse o site da internet da previdência social e tire todas as dúvidas que restaram a respeito desse tema.

Não se esqueça de ficar atento para as novas regras da aposentadoria do governo, até para que possa fazer o cálculo e pedir aposentadoria proporcional, caso tenha direito e se faltar pouco tempo para você se aposentar.

As regras de transição da aposentadoria do INSS foram julgadas por muitos especialistas como injusta, em vista do tempo que requeriam de trabalho para pessoas que estariam se aposentando nos próximos anos.

Justamente em virtude de não se saber o que o governo federal proporá na reforma da previdência, ainda mais porque as questões políticas estão conturbadas e nem se sabe se o chefe do poder executivo federal permanecerá, é bom se precaver nesse sentido.