Categoria: Pagamentos

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Pagar INSS Autônomo em Atraso

Como pagar o INSS Autônomo atrasado

Orientações ao trabalhador autônomo a fim de regularizar sua situação no INSS

inss_autonomo_atraso-300x225

O INSS é uma provisão do Governo Federal ao trabalhador, para fins de contribuição. O indivíduo deve contribuir ou ter descontado de seu salário mensalmente uma porcentagem de acordo com sua faixa salarial, para aposentaria futura, pensão, auxílios e outros benefícios.

Para os trabalhadores autônomos, ou seja, sem carteira assinada, contribuem como Contribuinte Individual. Nem sempre é fácil para o trabalhador autônomo pagar nas datas certas, pois seus rendimentos dependem de quanto faturou durante o período, até a data de pagamento do benefício. Mas há algumas orientações neste respeito a fim de guiar o profissional para colocar em dia sua pendência com o INSS.  Em primeiro lugar ele deverá comparecer à agência mais próxima ou acessar o site da PREVIDÊNCIA SOCIAL para atualizar seus cálculos em atraso e saber quanto irá pagar. Após este procedimento, receberá uma guia de pagamento. Em alguns casos se a dívida é muito grande, então o contribuinte deverá se dirigir à Receita Federal para o parcelamento.

Segundo uma advogada, Natali Araújo, o parcelamento pode ser feito em no máximo 60 vezes, e o contribuinte pode emitir até quatro parcelas mensais por competência de atraso e que o valor de cada parcela não pode ser inferior a R$ 200,00. Em caso de dúvidas, o trabalhador deve ir à uma agência. Não é necessário o agendamento da visita pelo telefone 135.

pagar-inss-autonomo

Se o trabalhador autônomo nunca optou em contribuir e deseja fazer isso pela primeira vez ou se ficou algum tempo inativo, pagando em períodos diferentes dos trabalhados, poderá pedir uma retroação através da Retroação da DIC. É necessário ter em mãos todos os documentos que comprovem sua atividade. Após estes procedimentos feitos, o trabalhador autônomo receberá um carnê e deverá efetuar o pagamento em agências ou pontos autorizados, como Casas Lotéricas, Bancos indicados ou no próprio posto da Previdência.

Para saber com código você deseja efetuar o pagamento, acesse o seguinte endereço: Tabela de Códigos INSS

INSS Autônomo Como Pagar?

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Pensão alimentícia para Filhos – Até que idade, dúvidas

Pensão alimentícia até que idade

Se você vai se separar e tem filhos sabe que deverá pagar pensão para os filhos, não é mesmo? Mas, sabe até que idade deverá fazer isso? Tire suas dúvidas sobre isso que é importante para não ser penalizado até mesmo com prisão.

pensao-alimenticia-para-filhos

A pensão alimentícia como é chamada a pensão este é um auxilio financeiro que os pais que não moram com os filhos concedem ao companheiro (a) que ficou com a guarda dos filhos. O valor da pensão para filho é variável, variando de acordo com o número de filhos, a faixa salarial do pai a pagar a pensão e ainda existem critérios e parâmetros de acordo com a sentença do juiz que vai determinar o valor da pensão para filhos. Por exemplo, se o contribuinte da pensão tem emprego fixo (com carteira assinada ou funcionário público) o valor deverá ser estipulado em percentual da sua renda. Entre os fatores que vão determinar o valor da pensão estão o número de filhos menores e o quanto ganha que determinará o valor da pensão alimentícia. Também afetará no calculo do valor da pensão se quem tem que pagar a pensão tem outros dependentes sob a sua guarda, desde filhos menores como também esposa, pais, sogros e etc.; outros fatores deste cálculo é se tem moradia própria, o estado de saúde envolvida, se tem dependentes no plano de saúde, além de despesas adicionais.

O que acontece de forma geral é que o juiz define como valor fixo o de 20% da renda do pai quando tem apenas um filho. Já o percentual de 30% é quando se há mais de um filho como dependente (se forem dois filhos de mães diferentes, costuma ser o valor da pensão de 15% para cada um). Se forem três filhos, o valor da pensão cai para 10% para cada filho.

No caso do pagador da pensão ser profissional liberal ou autônomo ou caso tenha renda informal a pensão costuma ser estabelecida em valores certos.

Vamos aos casos e situações que podem ser parecidas com que você está vivendo. Por exemplo, para quem tem o filho com mais de 18 anos que já é considerada a maioridade civil isso não significa que o pai deixará de pagar a pensão. Neste caso, no caso do filho ainda for estudante o pai deverá pagar a pensão até os 24 anos ou até concluir seus estudos (se estiverem fazendo curso superior e ainda não concluíram os estudos). Por isso, fique atento a isso para não ter problemas com a justiça.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS Facultativo – Código, Cálculo, Guia, Recolhimento

INSS Facultativo Recolhimento

A partir da lei 10.666/2003 que foi criada recentemente, as empresas passaram a ficar obrigadas a recolher a contribuição dos trabalhadores autônomos, de segurados e contribuintes individuais que possam lhe prestar serviço, este é o chamado INSS facultativo devendo observar um percentual equivalente a 11% e os repassar juntamente com a quota parte que lhes irá caber equivalente a 20% para a previdência social. Esta decisão, após a sua homologação possibilitou uma melhoria bastante considerável para o profissional. Confira informações sobre o cálculo e recolhimento do INSS facultativo.

inss-facultativo

Os trabalhadores que forem autônomos e que prestarem algum tipo de serviço para uma empresa, deverão realizar o pagamento através de uma guia de recolhimento de contribuição do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social. E neste caso, é a empresa que deverá ser obrigada a descontar a contribuição previdenciária dos valores de prestações de serviços.

Se por acaso não for realizado este desconto, que terá um cálculo de base, a empresa deverá ser multada e deverá ter também de fazer todos os recolhimentos em atraso, de acordo com as decisões da Justiça Federal.

Com as sentenças a favor, obrigando o recolhimento de contribuições em atraso, o trabalhador considerado autônomo poderá ainda melhorar os valores de sua aposentadoria por tempos de contribuição. Se ele por acaso já for aposentado, ainda é possível se pedir a revisão dos valores de benefícios para que sejam incluídas as novas contribuições através do cálculo de realização do INSS.

Através dos planos simplificados, os trabalhadores deverão ter direito a todos os benefícios descritos através do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como por exemplo, auxílio doença, salário maternidade, pensão por morte, auxílio reclusão, aposentadoria por invalidez, e ainda aposentadoria por idade. Existem exceções onde a aposentadoria é por tempo de contribuição, porém através do plano simplificado se tem o direito apenas a benefícios com valores de um salário mínimo equivalente.

Os planos são direcionados exclusivamente para autônomos, que não tenham registros em carteira, além de contribuintes individuais que possam trabalhar por conta própria, e ainda segurados facultativos. Estes que podem ser pessoas maiores de 16 anos ou mais, sem uma renda própria, como por exemplo, donas de casa e também estudantes regulares. Confira a tabela de códigos do INSS.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Auxílio Doença Valor, Extrato

Valor do Auxílio Doença

Aqui está tudo o que você precisa saber sobre o auxílio-doença da previdência social! Muitos sofrem com a falta de informações sobre o auxílio-doença: como conseguir auxílio doença, quem pode usufruir do auxílio doença e muito mais. Este texto explicará tudo o que você precisa saber sobre o auxílio-doença.

O funcionamento do INSS é extremamente complexo, porém bem organizado. Mas muitas vezes fica até difícil de compreender ao que se tem direito e a quanto, não concorda?

auxilio-doenca-valor

Se você está se informando é porque quer saber quais são os seus direitos e como fazer para consegui-los. E tem toda razão. É por meio do conhecimento que podemos saber com precisão tudo a que temos direitos e o que devemos fazer para consegui-los, não é mesmo?

Tire todas as suas dúvidas sobre auxílio doença aqui, fique bem instruído e não deixe que ninguém lhe engane a respeito do que você tem efetivamente direito.

Infelizmente, um dos maiores problemas do Brasil é a falta de informação. Não seja mais uma pessoa desinformada e saiba tudo sobre auxílio-doença.

O que é o auxílio doença?

O auxílio-doença é o benefício para uma pessoa incapacitada temporariamente ao trabalho por conta de uma doença ou acidente. Os requisitos para pedir o auxílio-doença são:

  1. Possuir carência de doze contribuições (isenta caso a pessoa esteja incapacitada por acidente de trabalho ou doenças previstas na lei)
  2. Ter qualidade de segurado, isto é, pagar mensalmente a previdência social
  3. Comprovar a doença que impede o indivíduo de trabalhar
  4. Mostrar os seguintes documentos para conseguir o auxílio-doença:
  • Documento de identificação com foto
  • Número do CPF
  • Carteira de trabalho e carnês de contribuição para comprovação do pagamento ao INSS
  • Documentos feitos por médicos para comprovar o problema de saúde, tratamento médico sugerido e o período de afastamento do trabalho
  • O empregado deve mostrar uma declaração assinada pelo empregador afirmando o último dia trabalhado

Depois de tudo isso, para garantir o auxílio-doença, é necessário passar pela perícia do INSS para que haja o aval da incapacidade de trabalho do empregado.

Para solicitar o auxílio-doença, você deve ir até uma sede da Previdência Social e comparecer na avaliação do médico para então usufruir do auxílio-doença. Além disso, o auxílio-doença pode ser comum ou acidentário. A seguir explicaremos a diferença entre os dois tipos.

Meu auxílio é comum ou acidentário?

No momento da avaliação médica, seu auxílio doença poderá ser considerado tanto comum como acidentário. O auxílio-doença comum abrange todos os contribuintes do INSS e no retorno do trabalho a empresa não será obrigada nem a manter a estabilidade do funcionário nem a depositar o FGTS no período em que o ele ficou ausente.

O auxílio-doença acidentário, por outro lado, abrange os trabalhadores avulsos, segurados especiais e empregados. Nesse caso não há período de carência e o empregado terá estabilidade no emprego, ou seja, não poderá ser demitido dentro de um ano. Além disso, a empresa continua depositando o FGTS nesse período de afastamento.

auxilio-doenca-extrato-consulta

Qual o valor do meu benefício?

O valor total do seu benefício auxílio doença é formado por uma renda mensal de 91% do seu salário-de-benefício.

O salário-de-benefício é um cálculo feito com base nos seus maiores salários de contribuição relativos a oitenta por cento de todo período contributivo. Ou seja: se a sua contribuição é de cerca de 180 meses, se pega as 144 contribuições mensais de maior valor e se faz uma média aritmética.

Ou seja, caso você não consiga calcular o valor do seu benefício, compareça a uma agência do INSS e eles lhe darão todas as informações das quais você precisa para que isso realmente se efetive.

Fique atento aos seus direitos e saiba exatamente o que precisa fazer para receber o seu auxílio-doença!

Como vejo o meu extrato e o valor do benefício do auxílio doença?

O governo disponibiliza a consulta do extrato dos pagamentos do auxílio-doença online. É possível fazer a consulta do extrato de pagamentos do INSS pela internet.

A consulta é fácil, simples e cômoda. Você poderá visualizar em qualquer computador com conexão à internet e saber exatamente qual é a sua situação em relação ao auxílio-doença.

O contribuinte do INSS poderá acessar o portal Dataprev através deste link: http://portal.dataprev.gov.br e poderá ver seu extrato com alguns documentos em mãos. Você precisará de seu nome completo, CPF, número do benefício e sua data de nascimento. Não é complicado acessar o site do Dataprev. Fique tranquilo em relação a isso.

Conseguiu compreender o que é o auxílio-doença, como descobrir o valor do auxílio-doença, os tipos do auxílio-doença e como ver o extrato do seu auxílio-doença?

Então não perca tempo e vá atrás dos seus direitos! Não se esqueça de que se você contribui com a Previdência Social, o que, aliás, não é barato, tem direito a receber os seus benefícios e até aposentadoria caso preencha os requisitos estipulados pela lei.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

13 Salário INSS – Valor, Pagamento

INSS 13 Salário

Os beneficiários brasileiros do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) tem direito de o seu pagamento do décimo terceiro salário, confira mais informações a respeito do pagamento e valor do 13° Salário do INSS.

13-salario-inss

O pagamento do décimo terceiro salário do INSS deve ser recebido até o final de dezembro, e representa cerca de 3% do PIB nacional (Produto Interno Bruto, a soma de todos os bens e serviços finais produzidos no país).

Para saber mais sobre decimo terceiro salário INSS acompanhe o artigo e saiba diversas informações, como os prazos da primeira e da segunda parcela INSS, bem como consultar o recebimento do décimo terceiro INSS, dentre outros.

O décimo terceiro é pago àqueles que ainda estão na ativa, como também aos pensionistas e aposentados, e neste ano pode chegar até cerca de R$ 131 milhões de reais. Pretende beneficiar cerca de 80 milhões de brasileiros este ano, segundo os cálculos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos.

Enquanto 70% desse décimo terceiro serão pago aos trabalhadores, aposentados pensionistas no final do ano, o restante (30%) é a quantia antecipada, que é paga conforme o valor aos beneficiários do INSS.

O pagamento aos aposentados pensionistas vai chegar a cerca de 26 bilhões de reais, enquanto que para os empregados formais vai até uns 93 bilhões. Por fim, cerca de 11 bilhões de reais serão pagos para aposentados e pensionistas da União e dos estados e aos beneficiários de regimes próprios.

Os dados afirmam que nos últimos anos aumentou a quantidade de beneficiários a receberem esse décimo terceiro. Ou seja, mais 2 milhões de pessoas (aquelas que se aposentaram durante esse período, além de pensionistas e os empregados que ingressaram no mercado de trabalho formalizado) receberão o INSS.

Quem não recebe o décimo terceiro salário?

Fique de olho, pois existem benefícios que não tem direito ao décimo terceiro salário. As exceções são feitas para o auxílio por acidente ocorrido durante o trabalho, renda e pensão, mensal vitalícia, abono de permanência em serviço e amparo previdenciário para os trabalhadores rural, idosos e deficientes físicos ou mentais.

Como fazer a consulta ao extrato mensal de pagamento

Você pode fazer uma consulta do extrato mensal de pagamento do INSS, basta apenas acessar a página do Ministério da Previdência Social na Internet e informar os seus dados no formulário: www3.dataprev.gov.br.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS Comprovante – Emissão

Comprovante INSS

Para quem paga INSS ou é beneficiário, seja da aposentadoria, auxílio doença, pensão por morte ou qualquer outro, é fundamental ficar de olho no comprovante. O comprovante do INSS funciona como um documento que atesta que a situação do contribuinte ou beneficiário está dentro dos parâmetros estabelecidos pela instituição.

comprovante-inss

Esse documento é bem importante para realizar transações ou mesmo para que o beneficiário saiba se sua situação está regular ou como deve fazer para regularizá-la.

Consultar o comprovante do INSS nos postos de atendimento

Se você precisa consultar o comprovante do INSS, saiba que existem formas bem práticas de fazer isso. Esse serviço está disponível de duas formas distintas. A primeira delas e também a mais convencional é através das agências físicas do Instituto Nacional da Seguridade Social. Basta comparecer a uma das agências, levando documentos pessoais, para ter acesso ao comprovante.

Consultar o comprovante do INSS pela internet

A segunda maneira de tirar comprovante do INSS é pela internet, já que esse órgão disponibiliza a maioria dos serviços através do portal eletrônico. Se você deseja ter acesso a esse documento, basta acessar o site da previdência social e procurar pelo comprovante desejado na lista de serviços oferecidos pelo órgão.

Para conseguir visualizar o comprovante, o interessado deverá informar os dados solicitados pelo órgão no site, como número do benefício ou número do protocolo ou processo. O comprovante do INSS pela internet tem a mesma validade dos comprovantes obtidos em uma das agências da previdência social, de modo que não há com o que se preocupar.

Meu INSS

Caso tenha alguma dúvida sobre o comprovante do INSS, não deixe de acessar o site do Meu INSS ou, ainda, é possível fazer ligações pelo telefone fixo para o número do INSS e tirar todas as suas dúvidas a respeito desse tipo de comprovantes.

previdencia-social-comprovante

Aliás, no site do Meu INSS, fazendo o login e senha, você tem acesso a diversos serviços que antes só eram oferecidos nas agências do INSS. Evite filas e use o seu tempo com sabedoria! O site do Meu INSS é simples e prático e de fácil uso até mesmo por aqueles que não dominam muito bem a informática.

Você pode acessar o site pelo celular, tablet ou computador desde que haja conexão com a internet, e, o melhor, do conforto do seu lar! Não deixe de conferir o Meu INSS antes de qualquer coisa.

Agora que você já sabe tudo sobre como obter o comprovante do INSS, está na hora de acessar o site desse órgão ou comparecer pessoalmente ou mediante procurador em uma das agências da Previdência. Vale ressaltar que o comprovante do INSS é um documento importante para quem é beneficiário ou contribuinte da previdência social, servindo como prova de que que tudo está nos conformes.

Acesse agora mesmo o site e não deixe de acessar o comprovante do INSS online. É tudo muito rápido e prático. Se preferir, basta se deslocar até uma agência.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS Atrasado – Como Pagar?

Como Pagar INSS Atrasado?

O INSS é o Instituto Nacional de Seguro Social e que auxilia os trabalhadores a conseguirem benefícios quando precisarem e desde que preencham requisitos em alguns casos. Existem algumas categorias de segurados, ou seja, aqueles que são segurados obrigatórios INSS dos facultativos, por exemplo.

inss-atrasado

Os segurados obrigatórios precisam recolher contribuições previdenciárias. Já os facultativos, tem a opção de recolher contribuição do INSS ou não.

Especialmente em relação aos segurados facultativos, há que se considerar que devem pagar as contribuições INSS todo mês. E isso se dá graças à Guia da Previdência Social – GPS ou a um carnê que o INSS concede, especialmente para os trabalhadores autônomos ou, ainda, a todos os segurados facultativos.

Quanto aos segurados obrigatórios, a empresa já faz o desconto INSS da folha de pagamento do empregado, garantindo, assim, o recolhimento do INSS, a fim de evitar esquecimentos ou atrasos, bem como ter convicção de que a contribuição obrigatória será devidamente paga pelo beneficiário, como veremos mais informações adiante.

GPS INSS Atrasado

A GPS é uma guia emitida pelo site do INSS ou nos postos físicos, mediante adiantamento prévio. Ela deve ser paga todos os meses, em datas estipuladas pelo INSS.

Entretanto, seja por esquecimento ou por falta de condições financeiras, muitas pessoas deixam de pagar guia GPS INSS. Mas o que fazer com guia GPS atrasada? Acompanhe abaixo.

INSS atrasado: e agora?

O INSS atrasado pode ser um enorme problema. Isso porque diversos benefícios do INSS exigem o pagamento assíduo das contribuições. Assim, caso o contribuinte esteja com INSS atrasado é importante efetuar o pagamento dos atrasados.

Pelo site do INSS é possível fazer o cálculo dos pagamentos atrasados e emitir o boleto INSS. Depois disso, é só fazer o pagamento da guia INSS em bancos conveniados ou nas lotéricas. Caso o valor seja muito alto, será preciso comparecer à Receita Federal do Brasil para verificar a possibilidade de parcelamento.

inss-atrasado-calculo-pagamento

Parcelar INSS atrasado

É possível parcelar INSS atrasado em até 60 meses, sendo que o valor de cada parcela não pode ser menor do que R$ 200. Caso haja dúvidas, é melhor comparecer pessoalmente em uma agencia do INSS. Não se esqueça de realizar o agendamento prévio para evitar filas, também pelo telefone INSS 135.

Você também pode pedir uma retroação de pagamentos INSS caso tenha ficado muito tempo sem trabalhar ou contribuir, por exemplo. É só ter em mãos documentos que comprovem a atividade exercida durante esse tempo.

Depois disso, o trabalhador receberá um carnê do INSS, o qual deverá pagar os boletos todos os meses.

Tirou todas suas dúvidas a respeito de pagamento de INSS atrasado? Lembre-se de deixar todas as suas obrigações em dia para que não tenha problemas ao precisar de benefícios. Essa é uma garantia que você tem e que pode ser muito útil no caso de problemas como auxílio-doença, pensão para familiares, aposentadoria, auxílio-reclusão, dentre outros benefícios.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS Alíquota Autônomo 2021 – Valor, Tabela, Contribuição

Alíquota INSS Autônomo 2021

O INSS é o Instituto Nacional de Seguro Social, que atua no sentido de administrar a Previdência Social é um órgão vinculado ao Governo Federal. Lá são contabilizadas todas as contribuições sociais de trabalhadores e empresas para o financiamento de aposentadorias, pensões e demais benefícios estipulados por lei.

Mas como definir a alíquota INSS para as diversas classes de contribuintes? Acompanhe as informações a seguir e saiba mais.

inss-aliquota-autonomo

Alíquota INSS Autônomo valor 2021

tabelas que definem o valor da alíquota INSS 2021. Tudo vai depender do valor da remuneração, no caso dos trabalhadores, ou dos demais profissionais que não sejam obrigados a recolher INSS, como no caso do autônomo, que é considerado contribuinte facultativo do INSS.

Por meio da alíquota é possível fazer cálculo da contribuição INSS, ou seja, o que será descontado do salário ou deverá ser feito recolhimento pela guia GPS do INSS.

Há determinadas classes de trabalhadores, como os trabalhadores com carteira assinada, empregados domésticos e avulsos, cuja alíquota INSS é:

  • Até R$ 1556,94 – alíquota 8%
  • Até 2.594,92 – alíquota 9%
  • Até 5.189,82 – alíquota 11%

Já para contribuintes individuais ou facultativos, como no caso dos trabalhadores autônomos a alíquota INSS é de:

  • R$ 880,00 – alíquota 5%, mas que não dá direito à aposentadoria por tempo de contribuição. Valor da contribuição INSS: R$ 44,00.
  • R$ 880,00 – alíquota de 11%, que não possibilita aposentadoria por tempo de contribuição. Valor da contribuição INSS: R$ 96,80
  • Até R$ 5.189,82 – alíquota de 20%, que dá direito aos demais benefícios do INSS. contribuição INSS: entre R$ 176,00 e R$ 1037,96.

Esses valores são relativos à alíquota INSS do ano anterior. Para valores INSS 2021, você precisa fazer uma simulação no site do INSS com os valores sempre atualizados e corrigidos a cada ano.

Tabela INSS autônomo 2021

A tabela INSS autônomo é a mesma a que já nos referimos acima. No entanto, como salientamos, é preciso fazer os cálculos com base no salário mínimo 2021.

Contribuição INSS autônomo 2021

Como nos anos anteriores, a contribuição INSS 2021 autônomo pode ser feita através da expedição de guia GPS autônomo, por meio do site do INSS, que é pagável em diversos bancos conveniados e, também, nas lotéricas.

inss-autonomo-tabela-pagamento

Tabela INSS autônomo

O INSS também disponibiliza tabelas INSS com datas para pagamento dos benefícios. Isso é muito importante para que o beneficiário possa se programar quanto às suas obrigações financeiras.

Assim, em regra, a ordem de pagamento benefício INSS será feita com base no último número do cartão cidadão.

Reforma da previdência INSS 2021

A Reforma da previdência é um assunto polêmico e que está tirando o sono de muitas pessoas. Até o momento não há lei, porém, que trate disso. Mas, ao que parece, a pretensão do governo federal é que o projeto que altera a previdência social seja votado em breve. Assim, a nova previdência social deve vigorar a partir do próximo ano.

Tirou suas dúvidas sobre alíquota autônomo INSS 2021? Caso tenha algo a esclarecer, não deixe de entrar em contato com os canais de atendimento do INSS para obter mais informações.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Pagamento Aposentados do INSS

Pagamento da aposentadoria do INSS 2021

Muita gente já quer saber de quanto será o pagamento aposentados do INSS 2021, isso por que o valor do pagamento varia de acordo com o reajuste do salário mínimo vigente no país, e este valor é atualizado todos os anos. Os pagamentos tem o seu valor alterado imediatamente após o novo salário mínimo entrar em vigor. E o governo já anunciou que em 2021 o novo valor do mínimo será um pouco maior. E esta será a quantia que os aposentados que recebem o valor mínimo irão receber mensalmente, até o novo reajuste em 2021.

pagamento-aposentados-do-inss-2021

Quem recebe aposentadoria do INSS já está acostumado a receber um aumento do valor do benefício todos os anos. Atualmente o valor do salário mínimo é de cerca de R$ 1000,00 e se a previsão do Governo para 2021 for realmente confirmado, será um aumento de cerca de 50 reais em relação ao valor do salário atual.

A Previdência Social nos últimos anos adotou uma tabela de pagamento dos aposentados do INSS, que é distribuída de acordo com o número do NIT (Número de Identificação do Trabalhador) do aposentado. E os pagamentos são distribuídos em 10 etapas, seguindo como base o último número do NIT, que varia de 0 à 9. Assim, para saber que dia o aposentado irá receber o seu pagamento basta olhar o último número do seu benefício, não esquecendo se excluir o dígito.

Confira abaixo a tabela de pagamento dos aposentados 2021 do INSS, e que deve seguir o mesmo padrão em 2021, alterando só mesmo as datas de acordo com os dias úteis para pagamento, se variam de acordo com os feriados nacionais.

tabela-inss

  • TABELA DO ANO ANTERIOR, EM BREVE A TABELA 2021 ATUALIZADA

Agora é só esperar a divulgação oficial da tabela de pagamento dos aposentados do INSS 2021, e assim que estiver disponível colocaremos aqui no site inss.net. O nosso objetivo é deixar o contribuinte muito bem informado sobre os seus direitos e benefícios disponíveis através da Previdência Social e INSS.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS em Atraso

Cálculo para pagar INSS em Atraso

INSS – Instituto Nacional do seguro Social é o órgão brasileiro responsável pelo recolhimento de Guia da Previdência Social (GPS), existem várias categorias de arrecadação, como empreendedor individual, donas de casa, empregadores, empregada doméstica, facultativo dentre outras, essa arrecadação foi criado com o objetivo de gerar fundos para assegurar os contribuintes que vão se aposentar, pensionistas, e segurados.

Existem muitas vantagens para quem contribui com o INSS, além da aposentadoria, a família pode contar com salario maternidade, auxílio-doença, pensão por morte, aposentadoria por invalidez, entre outros benefícios, e para o funcionário que perdeu o seu trabalho pode contar com a reabilitação profissional, por isso você contribuinte, não deve deixar de pagar a GPS, pois se sua contribuição do INSS estiver em atraso perdera o direito e os benefícios que o INSS oferece.

inss-em-atraso

Como pagar INSS em Atraso?

O Instituto Nacional do Seguro Social é o órgão responsável por receber as contribuições, e ela que recolhe as contribuições e quem paga as aposentadorias e os benefícios previstos por lei. O INSS usa o banco de dados do Dataprev para fazer o processamento dos dados dos contribuintes.

Existem tantas contas que pagamos aluguel, luz, água, telefone, IPTU, IPVA e tantos outros impostos que acabamos esquecendo-se de pagar alguma dessas contas, caso você deixou de pagar essa do INSS, explicaremos como pagar o INSS em atraso.

As parcelas atrasadas do INSS que não forem pagas podem impedir a entrada à aposentadoria por tempo de serviço. Você pode calcular o INSS em atraso, será acrescentada uma multa que poderá chegar a 20% mais a correção monetária dependendo do tempo que atrasou no pagamento.

Para fazer o calculo do INSS em atraso, basta você acessar o a página do site da Previdência e informar o valor do salário mensal, junto com o mês do salário a ser pago em atraso.

A seguir você encontra informações sobre pagamento em atraso do INSS e suas modalidades:

Empregado doméstico – pode ser solicitado em qualquer época, e a sua contribuição é calculada através do salario base registrada em carteira de trabalho.

Facultativo – para o facultativo esse recolhimento do INSS em atraso, pode ser feito na internet, se a guia tiver em atraso no máximo de seis meses, caso tenha ultrapassado esse período, tem que ir a uma Agência da Previdência Social, para ser analisado a sua situação perante o INSS.

Contribuinte individual – pode calcular após o seu cadastro da atividade na Previdência Social, a partir do primeiro dia de recolhimento.

Comprovação de atividade – o contribuinte individual que não tem o primeiro recolhimento ou deseja recolher os anos anteriores, poderá solicitar o recolhimento em atraso nas Agências da Previdência Social mediante comprovação do exercício da atividade durante a temporada em que esteve em débito.

Para cálculos acima de cinco anos fiscais, o contribuinte deve procurar uma das Agências da Previdência Social mais próxima.

Para calculo de contribuição em atraso do INSS, para os contribuintes individuais tenha em mãos um desses documentos NIT/PIS/PASEP e saber a categoria que você pertence, e para o pagamento de guias patronais é preciso do CNPJ e a categoria do contribuinte.

O contribuinte que deseja quitar seus débitos e ficar em dia com suas contas, pode procurar o site da receita federal ou o sistema do Dataprev, lá você vai conseguir emitir uma nova Guia da Previdência Social, e o valor vai sair corrigido já com multas e juros e o seu pagamento pode ser feito em qualquer agência bancaria e lotéricas.

As taxas embutidas nas guias recalculadas do INSS são juros, obedecendo a taxa Selic, e será calculada a partir do primeiro dia do mês subsequente e multa por dia de atraso até o dia que ocorra o pagamento.

Caso exista mais dúvidas o contribuinte pode ligar para a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135, esse serviço está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h (horário de Brasília), o atendimento da Previdência Social é simples, gratuito e dispensa intermediários, para ter mais informações acesse o link www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/gps/.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS Décimo Terceiro – Primeira e Segunda Parcela

13° salário INSS

O 13° salário do INSS é um benefício para aposentados e pensionistas do INSS, pago geralmente em duas parcelas. Considerando que os trabalhadores com carteira assinada ou até mesmo servidores públicos de todos os entes da federação.

Até para que haja uma compensação para aposentados e pensionistas, especialmente no final de ano, o INSS paga 13° salário aos aposentados, pensionistas e pessoas seguradas do INSS, como veremos adiante.

inss-decimo-terceiro-salario

Primeira Parcela Décimo Terceiro INSS

O 13° salário INSS é pago em duas parcelas, sendo a primeira paga no início do segundo semestre, com pagamento no terceiro mês do segundo semestre.

O Presidente da República Michel Temer acabou definindo as datas por meio de decreto presidencial. A princípio, o valor da primeira parcela do 13° salário será de até 50% do total, ficando o restante para a segunda.

O décimo terceiro INSS é uma enorme ajuda para as famílias brasileiras, afinal de contas, o início  e o final de ano são épocas que costumam trazer gastos.

Segunda Parcela Décimo Terceiro Salário INSS

A segunda parcela do Décimo Terceiro Salário INSS será paga nos últimos dois meses do ano, o que equivalerá a quase 20 milhões de reais para os brasileiros.

Imposto de Renda 13° salário INSS

O imposto de renda décimo terceiro salário INSS não será descontado na primeira parcela, mas tão somente na segunda, por conta de lei.

Na verdade, desde meados dos anos 2000, há a antecipação de parte do 13° salário INSS para o início do segundo semestre ano. Apenas em anos anteriores o pagamento foi atrasado por causa da crise econômica que assolou o País.

primeira-segunda-parela-13-salario-inss

Isenção imposto renda 13° INSS

A isenção de imposto de renda 13° salário INSS é dada a pela lei a quem ganha menos de R$ 1903,98 mensalmente a título de pensão ou de aposentadoria INSS.

Pagamento da 2ª Parcela do décimo terceiro: quem tem direito?

Terão direito ao pagamento da segunda parcela do 13° salário INSS quem recebeu aposentadoria, pensão, auxílio-doença, reclusão ou acidente, ou salário maternidade no exercício financeiro.

Como consultar pagamento décimo terceiro INSS?

Para consultar o pagamento do décimo terceiro salário INSS é preciso expedir extrato mensal no banco em que você recebe a aposentadoria INSS. Ou, ainda, você pode ver a sua situação entrando no app ou no site do INSS. Fique atento às folhas de pagamento INSS do final do ano, pois certamente a segunda parcela do 13° INSS cairá nessas datas.

Caso tenha ficado alguma dúvida, não deixe de contatar o INSS ou seu banco (aquele em que você recebe a pensão, aposentadoria ou benefício). Não deixe de sacar décimo terceiro salário INSS e deixa as contas em dia, viaje ou passe um final de ano bem com a sua família!

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

13 salário Auxílio Doença

Auxílio Doença e Décimo Terceiro Salário

O Auxílio-doença INSS é um valor que pode ser requerido por pessoas que possam ter sofrido algum tido de acidente no trabalho ou mesmo ter adquirido alguma doença durante o tempo de trabalho que as impossibilite de exercer suas atividades momentaneamente.

Caso o segurado já tenha alguma doença no começo de suas funções, somente pode fazer o requerimento caso haja o agravamento da mesma.

auxilio-doenca-decimo-terceiro-salario

Porque o auxílio doença do INSS não é permanente? Ele é momentâneo, já que de tempo em tempo é realizada no beneficiado a perícia médica INSS.Que serve para alegar se o segurado continua recebendo o valor ou não. Ou ainda, se o benefício evolui para uma aposentadoria por invalidez.

Caso não possa estar presente no dia da perícia, ligue no telefone 135 do INSS e avise, troque a data de agendamento, você tem direito de fazer isso uma única vez. É de suma importância que você respeite e se apresente para as perícias médicas INSS, uma vez que, em caso de não comparecimento, o benefício pode ser suspenso ou mesmo cancelado.

Quem tem direito ao Auxílio-doença?

Auxílio doença quem tem direito a ele são os que tem qualidade de assegurado. Cumprir prazos de carência, salvo casos dispostos em Lei.

O cálculo do valor que você deve receber neste caso, é realizado em cima de vertentes como: Por quanto tempo você contribuiu, por quanto tempo trabalhou, qual o prazo que ficou afastado, se está empregado ou não, entre outros. O INSS disponibiliza o número de telefone 135, qualquer cidadão pode ligar para questionar e sanar suas dúvidas neste e em outros processos.

Geralmente, o valor é o cálculo é a média de todas as duas 1 últimas contribuições. Você também pode ir em uma das agências físicas do INSS.

Quem recebe auxílio-doença tem direito a décimo terceiro salário?

Sim. Esse valor é pago em duas parcelas, geralmente em meados de agosto sai a primeira parcela, e em dezembro costuma ser data de pagamento da segunda parcela do décimo terceiro aposentados e pensionistas INSS.

O cálculo deste valor que o INSS paga décimo terceiro salário para auxílio doença, é feito dividindo o valor do benefício pelos doze meses correntes do ano. Depois você vai multiplicar esse valor pelo número de meses entre quando começou a receber e o mês de agosto.

Na primeira parcela do 13 salário, aposentados e pensionistas não há ocorrência de desconto de Imposto de Renda (IR), somente ocorre na segunda parcela do décimo terceiro aposentados e pensionistas.

Não somente quem recebe auxílio-doença tem direito a décimo terceiro salário, mas também os que recebem pensão por morte, auxílio-acidente, reclusão, salário-maternidade e aposentadoria.

Requerimento auxílio-doença

Você sabe como requerer auxílio-doença? Se você estiver empregado, afastado do trabalho há 15 dias seguidos ou interrompidos dentro de 60 dias, a empresa é responsável por entrar com requerimento de salário doença, assim como encaminhar o funcionário até o INSS. É responsável ainda, pelo pagamento integral de salário até o 15º dia de afastamento.

O auxílio-doença é contado a partir do 16º dia.

NO caso de segurados desempregados, você deve se dirigir com urgência ao INSS e requerer o benefício, uma vez que o benefício é contado a partir da data na qual foi reconhecida a incapacidade.

13-salario-auxilio-doenca

INSS paga décimo terceiro salário para auxílio-doença

No histórico do INSS, onde paga décimo terceiro salário para auxílio-doença, há muito tempo é adiantada a primeira parcela para o pagamento em agosto. Destoando somente em um dos anos anterior, quando o INSS só liberou o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro aposentados e pensionistas no mês de setembro, pode acontecer, mas é bem difícil.

Apesar de estarem sendo implementadas novas regras para o auxílio doença do INSS, nenhum benefício poderá ser cancelado sem que se dê direito de resposta ao beneficiário. Caso isso ocorra, o mesmo poderá entrar com ação legal contra o órgão, definindo ato arbitrário e ilegal.

O calendário de pagamento decimo terceiro salário INSS auxílio doença é regido pelos números finais dos benefícios, fique atento com a sua data de recebimento.

Como fazer o requerimento do Auxílio Doença no INSS?

Para o realizar o requerimento auxílio-doença, você precisa levar seus documentos pessoais: RG, CPF, Carteira de trabalho, um laudo médico ou atestado que seja suficiente para comprovar a insuficiência a qual foi acometido, assim como o carnê de todas as contribuições pagas. E, ainda, se você for empregado, deve levar a declaração constando seu último dia de trabalho, ela deve precisa estar assinada e carimbada pela empresa que você trabalha.

Após este procedimento, o INSS fará o agendamento da data de sua perícia médica, onde, inclusive, você pode ao chegar lá, apresentar um formulário preenchido com os dados do acompanhante e assinado por ele, estando ciente de que não poderá interferir de nenhuma forma durante a perícia.

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

Pensão Por Morte para Filhos – Regras

Pensão por morte para filhos INSS

A questão dos direitos das pessoas que se encaixam como dependentes do INSS é grande, especialmente no que tange à pensão por morte para filhos.

pensao-por-morte-para-filhos

Além da pensão por morte, os dependentes dos segurados do INSS poderão receber:

A pensão por morte é muito importante, pois muitas vezes os dependentes dos segurados ficam desamparados, especialmente se são menores de idade ou têm algum tipo de problema mental que retire toda a sua capacidade de trabalho etc.

Pensão por morte: regras

A pensão por morte é tratada pela lei n° 8213/1991. Segundo essa norma, a pensão por morte é devida a todos os dependentes daquele beneficiário do INSS que vier a morrer. Não é preciso que ele esteja aposentado, aliás.

O INSS informa que existem algumas classes de dependentes. Quando alguma dessas classes, em sequência, têm direito à pensão, as demais não poderão receber a pensão por morte.

Primeiro, têm a preferência para receber a pensão por morte: cônjuge ou companheiro, filho com menos de 21 anos ou que tenha alguma deficiência mental ou física que gere incapacidade extrema de viver sozinho, por exemplo.

Depois, virão pai e mãe do segurado. Em sequência, aparecem irmãos menores de 21 anos ou que não tenham discernimento total ou sejam fisicamente inválidos.

Só são dependentes aqueles fixados na lei e mais ninguém! Assim, a tia, o tio, o primo não terão direito à pensão por morte.

pensao-por-morte-novas-regras

E como fica a pensão por morte para os filhos?

Caso os filhos sejam menores de 21 anos ou inválidos, o benefício da pensão por morte pode ser requerido sem qualquer problema. No entanto, para os demais, deve-se comprovar que dependiam financeiramente de quem morreu.

A lei previdenciária é anterior ao Código Civil de 2002, que prevê maioridade com 18 anos. No entanto, para fins de previdência, a maioridade é só com 21 anos.

Outro caso que deve ser considerado é que filho com mais de 21 anos que estuda não terá mais tempo de pensão por morte.

pensao-por-morte-inss

Não terão direito à pensão por morte os filhos que mataram os pais, como os casos de repercussão na mídia. Isso seria evidentemente imoral.

Finalmente, é bom considerar também que enteados – filho de só uma das pessoas de um casal – e menores de 21 anos não emancipados e que estejam sob guarda judicial (não adianta ser uma guarda de boca a boca, deve ter sido deferida pelo juiz, através de um processo) também terão direito a receber a pensão por morte.

Como agendar pensão por morte?

Para agendar o pedido de pensão por morte, é só entrar no site do INSS (www.previdencia.gov.br) e agendar uma data e hora para comparecer ao posto do INSS mais perto da sua casa.

A depender do caso, o INSS pode requerer alguns documentos, como declaração de dependência constando no imposto de renda anterior ou até mesmo algum documento com assinatura reconhecida no cartório.

Se tiver mais alguma dúvida sobre pensão por morte para filhos, acesse o site do INSS e tenha mais informações. Acesse: MEU INSS Agendamento

Você está no site Informações e Noções de Segurança Social que deixa você informado sobre seguridade social. Esse não é o site da Previdência Social!

INSS Benefício Maternidade

Benefício Maternidade do INSS – Consulta

Além de mulheres gravidas que estão empregadas, outras também podem solicitar o Auxílio Maternidade em alguns casos, pois possuem o mesmo direito. O direito do Auxílio Maternidade no Brasil.

A maioria das empresas brasileiras imagina que, o Auxílio Maternidade é algo que somente as mulheres grávidas empregadas possuem direito. Na verdade esse direito é expandido também para outros casos, onde não envolve diretamente uma gestação. As mulheres que adotam uma criança, ou ganham a guarda em algum processo judicial também possuem acesso ao direito.

inss-beneficio-maternidade-300x121

O que é INSS?

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), criado em 26 de março de 1988, é uma autarquia do Governo Federal do Brasil que recebe contribuições para manutenção da previdência social, sendo responsável pelo dinheiro destinado a aposentadoria, pensão pós-morte, auxílio-doença, auxilio-acidente, entre vários outros benefícios previstos pela lei.

Salário maternidade

O salário maternidade do INSS é pago às contribuintes individuas, empregadas domésticas, trabalhadoras avulsas, seguradas empregadas, facultativas e seguradas especiais, por ocasião de parto, inclusive o natimorto, aborto não criminoso, adoção ou guarda judicial para fins de adoção.

Duração do beneficio Salário Maternidade do INSS

As trabalhadoras que contribuem para a Previdência Social têm o direito ao salário-maternidade durante no máximo 120 dias, em que ficam afastadas do emprego por causa do parto. O benefício foi estendido também para as mães adotivas. O beneficio pode ter início ate 28 dias antes do parto. Se o benefício for iniciado antes do nascimento da criança, a forma de comprovar é o atestado médico. Por outro lado, se foi depois do parto, apenas a certidão de nascimento.

Como requerer ao salário maternidade do INSS?

O beneficio pode ser solicitado pelo portal da Previdência Social, ligando 135, nas agencias da Previdência Social, mediante o cumprimento das exigências legais ou pelo site http://www.dataprev.gov.br/servicos/salmat/salmat.htm.

De acordo com Decreto 6.722, de 30 de dezembro de 2008, os dados constantes no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) valem para todos os efeitos como prova de filiação à Previdência Social, relação de emprego, tempo de serviço ou de contribuição e salários-de-contribuição, podendo, em caso de dúvida, ser exigida pelo INSS a apresentação dos documentos que serviram de base à anotação. Da mesma forma, o segurado poderá solicitar, a qualquer momento, a inclusão, exclusão ou retificação das informações constantes do CNIS com a apresentação de documentos comprobatórios dos dados divergentes, conforme critérios definidos pelo INSS.

As informações sobre os dados no CNIS poderão ser obtidas na Agência Eletrônica de Serviços aos Segurados no portal da Previdência Social, na opção “Extrato de Informações Previdenciárias”, mediante senha de acesso obtida  através de agendamento do serviço pelo telefone 135 ou solicitada na Agência da Previdência Social de sua preferência.

A duração do beneficio salário maternidade do INSS será diferenciado da seguinte forma:

– 120 dias, se a criança tiver até um ano completo de idade.

– 60 dias, se a criança tiver de um ano até quatro anos completos de idade.

– 30 dias, se a criança tiver de quatro anos até os oito de idade.